FIQUE POR DENTRO

Saiu na mídia – 9 a 15/12

Vice do Equador é preso por propina, e presidente do Peru é acusado de receber pagamentos da Odebrecht; grupo deve antecipar saída de Emilio Odebrecht do conselho; Volks reconhece colaboração com a ditadura; IRB Brasil Re sai da África Re. Leia os destaques da imprensa.

15/12/2017 – 06:28
Atualizado em 15/12/2017 – 06:33
lupa-biblia-visao-distorcida-do-evangelho-de-jesus-cristo

Laudos contestam Odebrecht e mostram superfaturamento em obras – Folha de S.Paulo – 13/12
Perícia aponta irregularidades de R$ 10 bilhões em obras não incluídas no acordo de delação, que prevê indenização de R$ 6,8 bi aos cofres públicos.

México veta Odebrecht em licitações por quatro anos – El País/Brasil – 12/12
Justiça do país investiga vários contratos da empresa com a petroleira estatal Pemex.

MP peruano aperta cerco a presidente por elo com Odebrecht – Estadão – 15/12
Construtora diz ter pago US$ 5 milhões a empresas ligadas a Pedro Pablo Kuczynski.

Equador condena vice por caso Odebrecht – Reuters via Uol – 13/12
Jorge Glas teria recebido US$ 13,5 milhões em propinas da empreiteira.

Odebrecht define novas regras de gestão – Valor – 12/12
Às vésperas da saída de Marcelo da prisão, grupo reafirma que membro da família não ocupará mais o cargo de presidente.

Emilio deve sair antes de conselho da Odebrecht – Estadão – 15/12
Empresa quer reforçar mensagem de que mudou suas práticas de fazer negócios.

Camargo Corrêa divide comando da área de construção – Valor – 13/12
Empreiteira reparte setor em duas empresas, com uma delas ficando com atividades envolvidas na Lava Jato.

Nova companhia prefere perder obra a fazer aditivo – Valor – 13/12
Pelo menos é o que presidente da Camargo Corrêa Infra afirmou ao jornal.

Estados Unidos entram na investigação de corrupção ligada à escolha do Rio para Olimpíada – El País/Brasil – 13/12
FBI em Nova York e promotoria do Brooklyn lideram investigações focadas no pagamento de subornos e já está em curso na França e no Brasil.

Em relatório, Volks reconhece colaboração com regime militar no Brasil – O Globo – 14/12
Mas empresa descarta compensação a funcionários prejudicados por não acreditar que colaboração foi institucionalizada.

Ministério da Agricultura cria selo de integridade – Estadão – 12/12
Medida é reação a escândalos que atingiram setor, como JBS e Carne Fraca.

Projeto do PPI ignoram a gestão dos riscos climáticos – Valor – 12/12
Projetos para o setor portuário do principal programa do governo federal não levam em conta provável elevação do nível do mar, por exemplo.

Gigantes de tecnologia são ameaça a bancos – Valor – 11/12
Segundo consultoria, elas são risco maior do que as “tradicionais” fintechs.

Brasil reforça governança no agronegócio após escândalo no processamento de carne – Reuters – 13/12
Programa do governo federal concederá selo de integridade a empresas.

IRB Brasil Re vende sua participação na Africa Re – Estadão – 13/12
Empresa afirma que vai focar atuação internacional na América Latina.