FIQUE POR DENTRO

Saiu na mídia – 2 a 8/6

Acordo prevê afastamento de Joesley por cinco anos; Petrobras age para melhorar proteção à integridade; filosofia na Odebrecht era pagar por benefícios, diz executivo. Veja os destaques da semana na imprensa.

08/06/2017 – 07:30
Atualizado em 08/06/2017 – 07:31
lupa-biblia-visao-distorcida-do-evangelho-de-jesus-cristo

Acordo de leniência prevê que Joesley Batista seja afastado da J&F – Folha de S.Paulo – 6/6
Afastamento vale por cinco anos. Multa chega a R$ 10,3 bilhões.

Cri­se da JBS afe­ta pre­ço do boi e pre­o­cu­pa pe­cu­a­ris­tas – Estadão – 3/6
Problemas causados por delação confirmam temores a respeito da alta concentração do mercado pela empresa de Joesley Batista.

In­ves­ti­do­res vão en­trar com ação co­le­ti­va nos EUA contra JBS, diz escritório – Folha de S.Paulo – 3/6
Ação faz referência a operações como Lava Jato, Greenfield, Carne Fraca e Bullish.

Planilha de Palocci representava 1% da propina da Odebrecht, diz executivo – Folha de S.Paulo – 7/6
Segundo responsável pelo departamento de propinas, filosofia era pagar por tudo que beneficiasse a empresa.

Justiça federal homologa acordo de leniência da Braskem com MPF – Reuters – 6/6
Era a última etapa que faltava para homologação do acordo global com autoridades dos Estados Unidos, Suíça e Brasil. Multa é de US$ 960 milhões.

Temer assina MP e aumenta poder de punição de Banco Central e CVM – Valor – 8/6
Medida também autoriza BC a fechar acordos de leniência em processos administtativos.

Decisão do STF posterga processo de licenciamento da Samarco – Reuters – 6/6
Sem anuência de Santa Bárbara, empresa não pode captar água necessária para voltar a funcionar depois do desastre de Mariana.

Petrobras toma novas medidas para fortalecer governança – Reuters – 5/6
Para criar mais proteção para sua integridade, petroleira pretende aderir ao N2 da Bolsa e adesão ao Programa de Destaque de Governança de Estatais.

Ca­de in­ves­ti­ga fa­bri­can­tes de air­bags e vo­lan­tes por su­pos­ta prá­ti­ca de car­tel – Estadão – 3/6
Au­to­liv, Ta­ka­ta, To­kai Ri­ka, Toyo­da Go­sei e ZF/TRW são suspeitas de combinar pre­ços, con­di­ções co­mer­ci­ais e des­con­tos em ne­go­ci­a­ções e ven­das pa­ra as mon­ta­do­ras.

Presidente-executivo da EDP é suspeito em investigação por corrupção em Portugal – Reuters – 3/6
Promotor fala em “milhões de euros” em pagamento de propinas para conquista de contratos no mercado de energia.

Ex-presidente da estatal Valec é preso por corrupção na ferrovia Norte-Sul – Reuters – 3/6
Para MPF, ele lavou R$ 20 milhões em dinheiro sujo.