RANKING

Metade do top 10 do seguro para empresa perde prêmios

Apesar de queda no primeiro semestre, Mapfre aumenta folga na liderança no setor; Zurich, Sompo, Porto Seguro, AXA e HDI crescem entre as top 10

30/08/2017 – 06:31
Atualizado em 15/09/2017 – 10:32

Metade das dez maiores empresas de seguros para empresas do Brasil teve queda no volume de prêmios no primeiro semestre de 2017, na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo levantamento da Risco Seguro Brasil.

Entre as top 10, apenas Zurich, Sompo, Porto Seguro, Axa e HDI fecharam o primeiro semestre com um maior volume de prêmios do que em junho de 2016 entre as 39 linhas de seguros para empresas analisadas com base em dados da Susep.

O desempenho mais acelerado foi a da Axa, número 9 no ranking, que postou um crescimento de 62% em prêmios de seguros. A Zurich, número 3, cresceu 22%, e a HDI, 20%.

As duas líderes, Mapfre (que atua em conjunto com o Banco do Brasil) e Chubb (antiga Ace), apresentaram quedas de 2,6% e 3,6%, respectivamente.

No caso da Chubb, porém, a redução do volume de prêmios parece ter sido bem maior. Computando os prêmios reportados pelas duas unidades da Chubb no Brasil que ainda operavam em 2016, a queda no volume de prêmios chega a 17%.

Liderança consolidada

Apesar da redução no volume de negócios, a Mapfre passou a liderar com maior folga o ranking de seguros para empresas da Risco Seguro Brasil.

O total de prêmios nas linhas pesquisadas, que não incluem seguros rurais, foi de R$ 1,11 bilhão no primeiro semestre, ou 13,6% do total do mercado, que atingiu R$ 8,19 bilhões no período.

A distância em relação à Chubb, segunda colocada, aumentou, já que a antiga Ace viu seu volume de prêmios cair quase pela metade desde o primeiro semestre de 2015, se computados os prêmios combinados da então Ace e da velha Chubb.

A Zurich, incluindo sua unidade Zurich Minas e a operação conjunta com o Banco Santander, pulou da quarta para a terceira posição, chegando a R$ 579 milhões em prêmios de seguros.

A empresa suíça trocou de lugar com a Tokio Marine, cujo volume de prêmios caiu 4,3% para R$ 566 milhões.

A Sompo manteve o quinto lugar com R$ 493 milhões (aumento de 9,2%), enquanto que a Bradesco Auto/Re segue na sexta posição com R$ 427 milhões (queda de 1,45%), apesar de ter cedido parte de seu portfólio para a joint venture com a Swiss Re Corporate Solutions.

Porto Seguro, em sétimo, e Allianz, em oitavo, trocaram de lugar, após a primeira aumentar os prêmios de seguros 9% até R$ 369 milhões. A Allianz reportou queda de 2,4%, para R$ 357 milhões.

A novidade nos dez primeiros postos do ranking é a Axa do Brasil, que passou da 13ª para a 9ª colocação, com R$ 295 milhões em prêmios de seguros nas linhas pesquisadas após dar um salto de 62%.

Fecha o top 10 a HDI, com 20% em prêmios a mais do que em junho de 2016, totalizando R$ 243 milhões.

Outros destaques

O levantamento da Risco Seguro Brasil também encontrou notáveis avanços nas posições 11 a 20 do ranking.

A Pan Seguros, que pertence ao BTG Pactual, postou crescimento de 89% de prêmios de seguros nas linhas pesquisadas, chegando a R$ 201,5 milhões e abocanhando a 12ª posição.

Já a Austral, que tem sido alvo de boatos de venda, viu seu total crescer 76% até R$ 144 milhões, suficiente para ficar na 19ª posição.

Outra empresa que pode trocar de dono no futuro próximo, a Pottencial, registrou aumento de 29,5%, chegando R$ 201 milhões em prêmios.

O total de prêmios nas linhas pesquisadas da Swiss Re CS, que assumiu parte do portfólio da Bradesco Auto/Re, cresceu 60%, atingindo R$ 137 milhões.

Mas o aumento não foi suficiente para a empresa ingressar entre as 20 maiores dos seguros para empresas, fechando o ranking na 21ª colocação.

As linhas incluídas no levantamento

Compreensivo Empresarial
Lucros Cessantes
Riscos de Engenharia
Riscos Diversos
Global de Bancos
Riscos Nomeados e Operacionais
Riscos de Petróleo
Riscos Nucleares
Satélites
D&O
Responsabilidade Civil (RC) Ambiental
RC Geral
RC Profissional
Transporte Nacional
Transporte Internacional
RC Ônibus
RCFV Ônibus
RC Transportador de Carga em Viagem Internacional
RC Transporte Ferroviário de Carga
RC Viagem Internacional de Pessoas
RC Transporte Aéreo de Carga
RC Transporte Rodoviário de Carga
RC Transporte Desvio de Carga
RC Transporte Aquaviário de Carga
RC Operador de Transporte Multimodal
Stop Loss
Crédito Interno
Crédito à Exportação
Garantia Segurado – Setor Público
Garantia Segurado – Setor Privado
Seguro Compreensivo de Operadores Portuários
RC Facultativo para Embarcações
Marítimos (Cascos)
DPEM
RC Facultativo para Aeronaves
Aeronáuticos (Cascos)
RC Hangar
Responsabilidade do Explorador ou Transportador Aéreo