RAIO X

IRB Brasil reforça liderança no resseguro local em 2016

Parcela de prêmios emitidos da líder chega a 55,2%; relatório mostra sinistralidade em forte queda e rentabilidade em alta no setor

22/03/2017 – 17:20
Atualizado em 20/04/2017 – 06:25

O IRB Brasil Re reforçou sua liderança no mercado de resseguros locais em 2016, ao mesmo tempo em que metade das resseguradoras locais em atuação no país viu seu volume de prêmios cair no mesmo ano.

Mas o setor também mostrou forte redução da sinistralidade, e a rentabilidade melhorou na comparação com 2015.

É o que mostra relatório preliminar da resseguradora Terra Brasis sobre a performance do mercado de resseguros no Brasil no ano passado.

Segundo os cálculos da empresa, o IRB Brasil chegou ao final de 2016 com 55,2% do mercado, ou quase R$ 4,2 bilhões em prêmios, após obter crescimento de 12%. Em 2015, a parcela da empresa era de 50,9%.

A segunda maior empresa do mercado em 2016 foi a Zurich Re, com 6,7% do total de prêmios emitidos, seguida pela Munich Re, com 5,8%, e a Austral, com 5,3%. A Zurich e Austral tiveram queda no volume de prêmios (-19% e -14%, respectivamente), enquanto que a Munich apresentou crescimento de 15%.

A empresa que teve o maior crescimento no volume de prêmios emitidos em 2016 foi a AXA, com 116%, ainda que o total, de R$ 142 milhões, represente menos de 2% do mercado. Mapfre (56% de aumento, chegando um market share de 3,2%) e Markel (51% e 0,5%) também apresentaram fortes ritmos de crescimento.

Já a AIG (-42%), ACE (-31%) e Allianz (-30%) reportaram as maiores reduções de prêmios emitidos em 2016. No total, 8 das 16 resseguradoras locais tiveram queda nos prêmios emitidos.

Sinistralidade em queda

Outro resultado destacado do relatório é uma notável queda nos níveis de sinistralidade do setor. O índice de sinistralidade bruta fechou o ano em 66%, contra 98% no final de 2015. Se o IRB Brasil Re é excluído do cálculo, o índice caiu pela metade em um ano (de 142% para 71%).

A queda da sinistralidade ajudou a reduzir os índices combinados, de 101% para 96%, e mercado de resseguros fechou o ano com um lucro global de R$1,140 bilhão, contra R$ 943 milhões em 2015, ou um aumento de 20,9%.

A maior parte do lucro (R$ 849 milhões) foi contabilizada pelo IRB Brasil, enquanto que as outras resseguradoras locais totalizaram R$ 291 milhões. O lucro aumentou 11,1% no IRB Brasil e quase 62% entre as demais resseguradoras locais.

Os dados mostram uma melhor rentabilidade do mercado como um todo. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) do setor chegou a 16,4% em 2016, contra 14,7% no ano anterior. No IRB Brasil, o ROE foi de 24,1%, enquanto nas outras empresas do ramo passou de 5,5% para 8%.